Maurício Gamboa um gênio da cultura do vinho.


Publicado el 09 de Marzo de 2022


Maurício Gamboa um gênio da cultura do vinho.

Maurício Gamboa está entre os melhores ceramistas do século XXI, suas obras reproduzem recipientes de vinho sofisticados, suas réplicas são baseadas em obras de maior valor cultural, que emulam aquelas que agora estão expostas nos grandes museus do mundo, como o Louvre, Boston, Berlim, Museu Britânico e os Museus do Vaticano.

Autor: Guillermo César Gómez


Mauricio e sua formação intelectual única

Maurício Gamboa é de San Vito, no sul da Costa Rica, uma pequena cidade fundada em 1952 por colonos italianos e costarriquenhos, Maurício fala inglês, português, italiano e espanhol. É sociólogo formado pela Universidade da Costa Rica e também formado em História da Arte Clássica pela Universidade de Anahuac, no México.

 

Sua formação em cerâmica de alta qualidade e antiga foi aperfeiçoada em sua viagem à Grécia em 2018 onde conheceu o grande mestre grego de cerâmica antiga Aristotelis Zisimo em Delfos, e em seu retorno recebeu aperfeiçoamento em Santa Ana, Costa Rica, de Jerome Dechang que foi restaurado de cerâmica antiga no museu do Louvre.

Maurício Gamboa

Foto mundo del vino

Maurício é o criador na Costa Rica do ''The Replica Project'', que é uma empresa que faz réplicas de cerâmicas antigas e de alta qualidade. Agora também faz parte de um projeto no Brasil chamado ''Brazilian Wineries'', onde procura resgatar a cultura vitivinícola brasileira através de seu legado greco-romano.

Cultura do vinho

Foto mundo del vino

Maurício Gamboa explica: De todas as culturas temáticas, a do vinho é a mais complexa e sofisticada da humanidade, nasceu com nossa primeira civilização caucasiano-mesopotâmica, e na cultura mediterrânea é a que deu base às nossas mitologias e formas de interpretar o mundo.

A complexa cultura do vinho

Foto mundo del vino

Maurício reflete: Em muitas pessoas ainda existe a ideia de que a cultura do vinho se limita aos rudimentos do conhecimento da primeira fermentação, degustações em público, conhecer as temperaturas das garrafas de vinho, suas harmonizações ou sensações olfativas. Mas definitivamente não, a cultura do vinho não se limita a esse conhecimento, pois é muito mais extensa, transcendente e complexa. Para conhecer o sofisticado universo do vinho temos que viajar no tempo e reconhecer o êxodo fenício e suas primeiras fundações na África e na Europa, temos que entender as ações das colônias gregas no sul da Itália e o que hoje é a Turquia, devemos reconhecem também o enriquecimento dos etruscos, grandes viticultores, porque foram eles que ensinaram os gauleses a fazer vinho e, claro, a expansão romana.

Um conjunto complexo de conhecimentos

Foto mundo del vino

Para Maurício, a alta cultura do vinho é um conjunto de estudos que englobam conhecimentos linguísticos, históricos, folclóricos e artísticos. Note-se que a cultura do vinho está entrelaçada com a cultura de muitas religiões, com expressões artísticas sofisticadas, desde os nossos primórdios mais modestos. Com a cultura do vinho nasceu o teatro, a tragédia, o canto coral e a comédia, grande parte da nossa literatura clássica deriva da cultura do vinho.

Cultura greco-romana

Para concluir, diz Maurício: Hoje só um grande conhecedor da cultura greco-romana conhece a quantidade de festas que tinha no calendário grego e romano para o deus Dionísio ou Baco, e também para suas outras manifestações no império como o ''Liber Pater''.





TOP10 vinos más vendidos en AMAZON


Compartir en RRSS:



×

FILTRAR BÚSQUEDA

CATEGORIAS

FILTRAR BÚSQUEDA

CATEGORIAS

BLOGGERS DEL VINO

NEWSLETTER

Suscríbete a nuestro boletín y mantente informado de todas las últimas noticias del Sector del Vino.


He leído y acepto la política de privacidad

 

Copyright © Cata del Vino | Política de Privacidad | Condiciones de Uso